Imagem capa - As características de cada mês para casar por Rosélia Lima
Dicas de CasamentoInspirações e Dicas

As características de cada mês para casar

Foi pedida em casamento e disse sim!?

Pois bem, o primeiro e mais importante passo foi dado (parabéns)!!!

Agora, pegue aí um caderno ou agenda porque a partir de agora você irá PLANEJAR o dia mais feliz da sua vida. A começar pela escolha do mês... veja as características de cada um, para saber o que mais se adapta ao seu sonho.


Janeiro

Esse é o mês com baixa procura para casamentos, deste modo, fornecedores podem oferecer significativos descontos e facilidades na negociação; é a sua oportunidade para otimizar o orçamento. Por outro lado, também devido a baixa procura, esse também pode ser um período em que os fornecedores tiram férias e/ou dão férias aos seus colaboradores. Então, se seu desejo é dizer sim logo no primeiro mês do ano, tente antecipar o máximo possível as contratações.

Atente-se ao fato de ser um mês chuvoso, leve em consideração principalmente se desejar seu casamento ao ar livre (locais com "plano b" são uma ótima opção).

Janeiro também é um mês de férias, pode ser que muitos dos seus convidados - por motivos de viagens - não possam comparecer. Esse motivo também poderá deixar sua lua-de-mel mais cara.

Flores de janeiro: antúrio, áster, boca-de-leão, cáspia, cravina e lisianthus.


Fevereiro

Com quase as mesmas características de janeiro, casar em fevereiro ainda pode apresentar vantagem financeira pela pouca procura.

Preste atenção ao período do carnaval e procure distanciar seu casamento em 1 ou 2 semanas deste período, pra evitar as ausências dos convidados. Além disso, o trânsito nas cidades neste período pode tornar-se meio caótico. Lembre-se também que sua lua-de-mel poderá ser mais cara por este motivo.

Flores de fevereiro: angélica, áster, cáspia, gladíolo e orquídea.


Março

Neste mês há uma pequena alta na procura por casamentos. Mesmo estando no verão, as temperaturas já são mais amenas, embora ainda exista a possibilidade de chuva (lembre-se da música de Tom Jobim "são as águas de março fechando do verão)... Prefira espaços de festas que possuam o "plano b", especialmente se a cerimônia for no mesmo local e ao ar livre.

Flores de março: angélica, catléia, cravina, gipsófila (ou “mosquitinho”), margarida, áster, papoula e petúnia.


Abril

Depois de setembro, acredito que seja o mês com mais procura para casamentos. Em função disso, pode haver também aumento nos preços dos fornecedores.

Abril é um mês bastante procurado para cerimônias ao ar livre, porque apresenta temperaturas mais baixas e clima mais seco.

Flores de Abril: camélia, angélica, gipsófila (ou mosquitinho), margarida, gladíolo e strelitzia.


Maio

Conhecido como o "mês das noivas", maio já não é mais tão concorrido assim.

O clima é agradável, mas em virtude o "dia das mães" e da proximidade do "dia dos namorados", as flores sofrem uma alta considerável.

Agora uma pausa para um pouquinho de história e para entender porque "mês das noivas"... encontrei essas três teorias:

1) No hemisfério norte, maio é a chegada da primavera, ou seja, desabrocham as flores e os dias ficam mais coloridos. Por pura influência da colonização europeia, nós do Brasil também acabamos importando a prática.

2) Outra hipótese conhecida é a de que, segundo a Igreja Católica, maio é visto como o mês oficial de homenagens à figura de Maria, mãe de Jesus Cristo – por isso, também por isso nesse mês comemora-se o "dia das mães".

3) Mais uma crença popular, que novamente tem a ver com a primavera no hemisfério norte, leva em conta os hábitos da Idade Média. Naquela época, tomar banhos no outono e no inverno, por causa das temperaturas baixíssimas, era um ato raro (e quase inexistente). Por isso, banhos eram adiados e deixados para a primavera e o verão, nos meses de calor. Além disso, as flores, que apareciam  na estação amenizavam os cheiros dos noivos! Curiosamente os famosos buquês, hoje internacionalmente conhecidos, eram usados para amenizar os odores.

Flores de maio: azaléia, camélia, crisântemo, gipsófila (mosquitinho), margarida, gladíolo, áster, cravina, cravo, tulipa, orquídea, cymbidium, rosa e tango.


Junho

Esse é um mês mais tranquilo em relação à procura.

Para os mais românticos, que tal tentar conciliar o casamento ao dia 12 "dia dos namorados"?

Neste mês a temperatura cai um pouco, portanto, pense num vestido com mangas ou mais quentinho... e estratégias de acolhimento aos seus convidados.

Flores de junho: angélica, orquídea, cymbidium, strelitzia e tulipa.


Julho

Para este mês é interessante levar em consideração férias (idem janeiro) e frio (idem junho).

Flores de julho: angélica, orquídea, cymbidium, goivo e tulipa.


Agosto

Vamos novamente de teoria, o famoso “mês do desgosto” - originário de uma lenda portuguesa que acreditava que muitas caravelas afundavam em alto-mar durante este mês por conta das fortes ventanias. Você pode acreditar e evitar este mês... ou usá-lo a seu favor, em virtude da menor procura os fornecedores estarão mais dispostos a dar descontos.

Flores de agosto: copo-de-leite, girassol, goivo, íris e tulipa.


Setembro

O queridinho! O mais procurado! O novo maio! Pois ele anuncia a primavera, trazendo assim mais opções de flores e mais cores. Alguns fornecedores poderão aumentar o orçamento por conta disso. E se é seu sonho casar neste mês "feche o quanto antes".

Flores de setembro: copo-de-leite, estátice, frésia, girassol, goivo, íris, orquídea, oncidium e tulipa.


Outubro

Digamos que setembro abre a temporada de casamentos... outubro se torna um mês bem concorrido, pois provavelmente quem não conseguiu casar em setembro, optará por outubro.

Neste mês, a primavera estará no seu auge, portanto, casar ao ar livre terá presença mais forte da natureza... aposte nos casamentos durante o dia ou ao entardecer, aproveite os campos e lugares mais abertos.

Atente-se ao feriado do "dia das crianças", pois alguns destinos mais familiares poderão estar lotados e certamente mais caros.

Flores de outubro: açucena, begônia, gardênia, margaridinha, miosótis, sempre-viva, copo-de-leite, girassol, lírio branco, tulipa, agapanto, áster, estátice, frésia, gladíolo, boca-de-leão e tango.


Novembro

Com quase as mesmas características de outubro, o que pode ser desfavorável são os dois feriados (02 finados e 15 proclamação da república), que pode diminuir a presença de convidados.

Flores de novembro: antúrio, áster, cáspia, copo-de-leite, gardênia, hortênsia, dália, lírio branco, margaridinha, verbena e boca-de-leão.


Dezembro

Talvez o terceiro queridinho?! O clima de festas está no ar (e eu me arrisco a dizer que as pessoas são mais felizes neste mês - talvez por se encherem mais de esperança e união).

Neste mês, suas escolhas poderão competir com festas corporativas (confraternizações).

Leve em conta as altas temperaturas, as famosas chuvinhas de verão no fim do dia, férias e preparativos para as festas de Natal e Ano Novo. Alta temporada para viagens e custos mais caros em virtude disso.

A boa notícia é que o 13º salário pode ser um reforço para as contas de última hora.

Flores de dezembro: lírio, margaridinha, miosótis, papoula, petúnia, sempre-viva, verbena, crisântemo, dália, gérbera, gipsófila (mosquitinho), girassol e lisianthus.


Resuminho:

Com mais chances de orçamentos em conta: janeiro, fevereiro, julho e agosto.

Com menos chuvas e clima ideal: abril, maio, junho e julho.

Com mais variedades de flores: março, maio, outubro e novembro.


Quero encerrar falando sobre 2 coisas:

1) escolha uma data pra chamar de sua... acho muito especial quando os noivos conseguem conciliar a data com uma data que já seja especial a eles, como por exemplo, a data em que se conheceram, ou deram seu primeiro beijo, ou ficaram noivos, enfim. Por outro, lado, se não for possível, escolha uma data mediante outros quesitos... tenha uma data pra chamar de "sua". Mais datas pra comemorar, mais oportunidades pra celebrar o amor de vocês!

2) embora eu já tenha mencionado algumas vezes, "antecedência" é a palavra chave para melhor organização e tranquilidade no grande dia. Deste modo, vocês conseguem se organizar financeiramente e o mais importante "garantir os profissionais que mais desejam". Lembre-se, por exemplo que, fotografia, filmagem, cerimonialista, celebrante - entre outros, dificilmente conseguirão atender mais casais simultaneamente.


Fonte:  Rosélia Lima

Principal referência:  Icasei


Pronto, muitas dicas e eu espero ter ajudado.

Mas agora, conta aí pra mim, sobre qual assunto você quer que eu escreva no blog?

Beijos... e até o próximo texto.


Leia também:

Dicas para escrever os votos de casamentos

3 dicas para ter fotografias incríveis